André Urani

Perdemos André Urani em plena juventude, depois de enfrentar bravamente uma doença implacável. Deixa com os amigos a lembrança do otimismo, da inteligência, da afetividade e do amor pelo Rio. E tristeza.

Entre mil atividades, André foi o criador e presença permanente no IETS,  e parte das coisas que fazia e das quais participava pode ser vista aqui.

 

Trackback

8 comments untill now

  1. Alexander Herzog @ 2011-12-16 07:43

    Prof Simon,

    É com muita tristeza e pesar que recebo essa notícia. Fiquei realmente chocado. Fui aluno do Prof Urani no Instituto de Economia da UFRJ, no curso de Pesquisa e Programação Econômica. Aprendi com a maestria dele e olhar o papel do ser humano nos processos de desenvolvimento econômico, principalmente através de uma leitura crítica, muito sensível e consistente que o Prof Urani fazia da obra do Amartya Sen, em sua aulas. A ter uma visão mais precisa sobre justiça. A olhar a desigualdade e a pobreza com a preocupação que um verdadeiro economista deve ter sobre o assunto. Além da preocupação que deveríamos ter como seres humanos. Ele participou da banca de defesa de minha monografia de graduação na UFRJ, sobre microcrédito. A qual muito em função da sensibilidade dele foi indicada para participar de concurso no CORECON/RJ e que ganhou prêmio em 2003. Foi também da minha banca de defesa de mestrado, na COPPE/UFRJ, a meu convite.

    Ele é uma figura muito importante e viva na minha caminhada profissional, embora não tivesse muito contato ultimamente. Teve um papel muito importante na minha formação. Com certezas em minhas lembranças ele ocupa, e ocupará sempre, um espaço muito especial.

    Além de um excelente Professor e exímio economista, o Prof Urani era uma grande pessoa. Uma pessoa amável, doce e muito sensível. Muito Generoso. Muito preocupado com o ser humano e com o desenvolvimento.

    Lamento profundamente o acontecido. Ele realmente foi aqui nesse nosso mundo uma pessoa que fez diferença. Fazia tempo que eu não tinha tempo sequer para chorar. Mas essa não deu pra segurar nem deixar passar. Perdemos muito e de um homem que com certeza ainda traria muitas idéias e realizações a nossa sociedade.

    Alexander

  2. Clovis Brigagao @ 2011-12-16 07:47

    Caro Simon, é uma perda grande o nosso caro Urani, compartilho com o amigo os sentimentos dessa prematura morte e, junto com o Antonio de Barros Castro, são perdas irreparáveis, com o abraço solidário,

  3. Helena Bomeny @ 2011-12-16 07:47

    Querido Simon: fiquei triste com a notícia de André. Eu não o conhecia pessoalmente, mas tudo que li, só me agradou. Fiquei também preocupada com você. Imagino que tenha sido um baque grande.

  4. Charles Pessanha @ 2011-12-16 07:49

    Conheci o André como membro do Conselho Editorial do ON-Opinião e Notícias. Inteligente, cheio de boas idéias e, sobretudo, um homem com preocupações coleticas. Faz falta.

  5. Nadya Guimarães @ 2011-12-16 07:50

    Caro Simon, nunca estamos preparados para as notícias que sabemos que nos esperam mas que não queremos receber. Muita falta vai nos fazer a todos, na economia, na sociologia, o nosso caro amigo André.

  6. Paulo Rodrigues @ 2011-12-16 07:52

    Lamento profundamente o falecimento do Andre, ainda que talvez tenha sido um alívio para o próprio, foi uma grande perda para todos.
    Um abraço
    Paulo

  7. Antonio Octavio Cintra @ 2011-12-16 07:56

    Caro Simon: não tive a sorte de conhecer pessoalmente o André, mas
    sempre tive dele as melhores referências. Que tristeza! Meu abraço,

  8. Iza Locatelli @ 2011-12-16 11:38

    Tive a honra de trabalhar com o Andre Urani. Além de profissional execelente ,um manancial de idéias e crenças, dedicado aos problemas sociais , de bem com a vida , execelente amigo. Aprendi com ele , fizemos muitas coisas juntos em prol da juventude do Rio quando eu coordenava projetos para jovens e ele era Secretario de Trabalho.Que perda absurda terá o Rio e o país . Há poucos como ele. Dedicado , sério, estudioso, voltado para o bem comum. Lembro da alegria com os filhos dos quais falava constantemente. André era gente , no pleno sentido. Que todos que conviveram com ele recebam meu abraço. Iza locatelli