Maria Helena Guimarães Castro deixa a Secretaria de Educação de São Paulo

A demissão inesperada da Secretária de Educação de São Paulo, aparentemente por “razões pessoais”, deixou triste todos os que vinham acompanhando seu trabalho intenso e difícil por melhorar a qualidade e corrigir as deformações da maior rede de educação pública do país. Recebi a respeito a mensagem abaixo, que subscrevo e comparto  com os que acompanham este site.

Em nome da equipe docente e dos estudantes de Pedagogia do Instituto Singularidades venho expressar nossa solidariedade,  orgulho e respeito pelas ações desenvolvidas por Maria Helena Guimarães à frente da Secretaria Estadual de Educação de São Paulo, nos últimos 2 anos.

Apesar das gritas e resistências na rede, como parceiros em vários programas da Secretaria, pudemos acompanhar algumas conquistas relativas às aprendizagens dos alunos e às reflexões que foram lançadas para a sociedade civil sobre a qualificação docente, a partir dos resultados da prova de ingresso dos professores temporários.

Sabemos e compartilhamos das dificuldades e do tempo necessário para que os impactos significativos possam contemplar a maioria dos estudantes e suas famílias, assim como para uma tranformação radical das posturas didáticas e profissionais – e porque não dizer, corporativas – de nossos docentes.

Ainda assim, as ações de Maria Helena revelam uma possibilidade de esperança no sucesso de nossa escola! Vários de nossos alunos e ex-alunos têm ingressado na rede e podido desenvolver práticas didáticas condizentes com as novas orientações curriculares, apresentando resultados ótimos – merecedores dos bônus já conquistados.

Acreditamos que  Paulo Renato, cuja competência conhecemos publicamente e como partícipes de sua equipe no Ministério da Educação, poderá dar continuidade à política pública já iniciada, incluindo novos desafios para a educação paulista.

Gisela Wajskop, Diretora-Presidente

Instituto Superior de Educação de Paulo – Singularidades

Author: Simon

Simon Schwartman é sociólogo, falso mineiro e brasileiro. Vive no Rio de Janeiro

3 thoughts on “Maria Helena Guimarães Castro deixa a Secretaria de Educação de São Paulo”

  1. Acompanho a educação pública a distância e não vejo as melhoras que os especialistas colocam.

    Não acho, por outro lado, que a Apeoesp ou as esquerdas estejam corretas em seus discursos.

    Utilizo um índice palpável e objetivo, a FUVEST.

    Infelizmente, as práticas pedagógicas do PSDB em SP não nos conduzem a uma democracia efetiva. Por exemplo, a propaganda do Governo do Estado de São Paulo que diz que há computadores nas Escolas Estaduais não é verdadeira para muitas escolas.

  2. Prezado Simon:

    Na verdade, Maria Helena, sempre por onde passou, deixou sua marca de competência e seriedade para com a coisa pública.Ela prestou um serviço inestimável ao país, quando, no MEC, foi capaz de recuperar o papel do INEP como núcleo indutor de uma política educacional voltada para um futuro.

    Em São Paulo, ela, novamente, insere a educação estadual na rota do planejamento ou das ações que superam as idiosincrasias do momento.E, mais, ela voltou-se para a reconstrução da escola e da sala de aula, contribuindo com um modelo de intervenção educativa, a ser debatido e aprimorado pela sociedade paulista e nacional.

    Atenciosamente,
    Ana Maria Rezende Pinto

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial